terça-feira, 26 de maio de 2015

Sobre os fins de tarde nublados de maio...

Centro do Rio de Janeiro. Do outro lado do mar, Niterói. 




Olhei da janela e achei o horizonte bonito, embora nublado.

A despeito de meu coração tempestuoso e de minha mente conturbada, as pessoas e os carros iam e vinham, marcando mais um fim de tarde de maio.

Maio é um mês sem poesia né? Um mês neutro. Quem dera meu eu lírico fosse maio. Mas não. Em mim não há espaços para maios. É sempre fevereiro, outubro, agosto, dezembro, junho.

Com este pensamento, comecei a cantarolar Ivan Lins.

"... apesar dos perigos. Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver.
Pra que nossa esperança seja mais que a vingança, seja sempre um caminho que se deixa de herança..."

Acalma este coração Galuíza. Esta neblina precede chuva. Vai limpar, purificar e lavar. Depois o sol brilha. Em qualquer mês.

Usa a sua luz pra chegar em casa e tenha a sensatez de lembrar que cê não sabe nadar. Vá de barca. Vá com calma. Mas vá.


domingo, 24 de maio de 2015

Galuíza vai às compras, ou das agruras que passo em busca de uma vida mais saudável



Pois bem.

Decidi que ia tentar uma vida mais saudável. Reduzir o consumo de coisas industrializadas, comer o mais natural possível, reduzir ao máximo o consumo de carnes e coisa e tal. Quero uma vida saudável. Sempre quis. E olha, se tem algo que não estou é isso. Mas estou tentando. A lá D2, "à procura da batida perfeita".

Mas me deparo com um obstáculo IMENSO, quase que intransponível. Compras feat higienização.

Fiquei feliz porque gastei menos de R$100,00 e consegui fazer uma feirinha variada e que me permitirá comer bem pelo resto do mês.Vou enumerar  as dificuldades do dia:
  1. Diferenciar couve flor e brócolis. 
Pode me julgar, mas nunca sei. E não sei escolher nenhum dos dois. Passo hooooras eternas  catando e sempre acho que pego o mais feio. Meu critério é: "qual a chance de ter um bicho nesta mini floresta?". Aí escolho o com a menor probabilidade, segundo estudos avançados da Universidade Internacional Galuizistica.  Sem contar a lavagem, que é outro tormento. Como faz? Corto a parte de baixo, destalo, morta de medo de ter um bicho escondido, passo água e deixo uns 15 minutos  mergulhado na água com um pouco de vinagre, rezando pra que isso baste.  Ah e jogo as folhas fora pq onde eu compro, no sacolão, elas tem manchas que me dão receio de comer.  :( 





2. O medo irracional de laranjas de umbigo. 

Sim, tenho.  Se você não sabe o que é, vá no Google. Jamais explicarei. E me poupe de links e fotos, por favor.  Pois sim, eu sou humana e tenho medo inexplicáveis.  Tenho MUITO medo, pavor  de laranja de umbigo. Lá em casa, ninguém me deixava ver. Faço escândalo, choro que nem criança, de soluçar.  Aprenderam do modo mais difícil que não é frescura. Mainha costumava dizer que era, até que viu as crises e apesar de ainda insistir que era frescura,  escondia de mim. 
Iô - meu tio, marido de minha tia mãe, Gua-, também sempre respeitou meu medo. Laranja lá em casa, de umbigo só quando eu não estava.   Gua já tentou me curar, me mostrando que laranjas não pegam. Se arrependeu porque eu desmaiei. Sim, eu sou a pessoa que desmaia de pavor com uma fruta.  #meame

Daí que virou um acordo. No mercado, Gua pegava as laranjas. Ela se certificava que nenhuma tinha umbigo. Adoro laranja! Mas e a coragem de pegar pra descobrir se tinha ou não o infiliz do umbigo? 
Hoje eu venci o medo. Grande conquista, tô me achando a gladiadora, Xena Guerreira. Tem laranja em casa! Paguei R$2,78, achei barato pra quantidade de fruta.  =) 

Saca que lindas: 


3. Bananas, bananas. 

Taí uma fruta que adoro. Mas quase nunca compro porque esqueço. Paguei R$ 0,98  nestas três lindezas.  Queria achar por estas bandas a banana de cozinhar. Nunca vi vendendo.  Pior: sempre esqueço o nome da variedade pra perguntar pro moço  quando vai ter. Banana da terra, eu sei. Mas sei só quando saio do sacolão.  Lerda. 



4- Coentro. 

Não sei porque inferno é um pesadelo encontrar coentro nos sacolões e mercados e bibocas e qualquer lugar em Niterói. Parece que aqui o povo prefere salsa. Coentro acaba em um segundo. Hoje, pra minha felicidade, achei DOIS RAMOS. Quase saiu uma lagrima de felicidade mas alegria de besta dura pouco. Saca só o MONSTRO HORRÍVEL E NOJENTO E PAVOROSO  que 
tava bem no meu coentro.  O mundo diria: ai Galuíza, é uma lesma/ caracol, sei lá o que. Tira e lava. Eu afirmo: "não sou obrigada".  Fiz com ele a mesma coisa que fiz com o milho.   E não tenho coentro porque  jamais comeria  esta folha, nem lavando com álcool 70.  

                                     
5- Milho. 

O que o olho não vÊ o coração não sente.  Sei que devo comer as piores coisas por aí, mas ó, não vejo. Não paro pra pensar e como feliz. Mas ver e comer... é uma barreira que não  transpus.  Sou altamente visual e imaginativa. Juro. Toda vez que compro milho em conserva digo: "Porra Galuiza, larga de preguiça. Espigas são mais baratas e mais saudáveis. Para de comprar sasmerdas sua louca."

E saio do mercado confiante, feliz, satisfeita, com propósito. Até que lembro que é preciso descascar as espigas. Sem saber se vai encontrar um bicho. E que sou a campeã de pegar as espigas com  lagartas, minhocas  do tamanho de uma anaconda.  Vivas e devorando o pobre do milho. Neste momento toda a minha consciência ecológica se esvai e eu fico pensando: Porra, até no milho???  Eu Tenho muito nojo destas lagartas. Beijos pra minha frescura. Assumo.   Mas olha o tamanho das bichas, se não é sacanagem comigo. 
O que fiz?  Taquei SPB. Muito. Nela e  no caracol e joguei os dois fora, porque não quero dividir o espaço  com estes bichos.   Desculpa Mãe natureza... Eu e seus filhos bichos temos um problema. 
Adoro folha? Adoro. Folha com caracol? Não, grata.  Adoro goiaba. Com bicho? Taco fora.   Meu ato maior de coragem é  pegar e tacar fora.  Porque olha, tenho medo deles, confesso.  :(  





6. As folhas são arteiras e ficam me confundindo. 

Gente, sou urbana até a ponta do cabelo. Daí que compro confiando cegamente nas prateleiras. Eis que comprei brócolis comum pensando que era agrião. Oras, eu sabia lá que existiam dois tipos de brócolis? Não basta  confundir a mini floresta com couve flor, ainda tem isso de brócolis americano e brócolis  comum. Rai ai. Olha a foto(esta é da net) e veja se parece remotamente com a florestazinha: 




Pois bem. Estas foram só algumas das dificuldades. Tem inúmeras outras! 
Apesar do desperdício e das frescuras,  tô seguindo firme e forte pro caminho de uma vida mais equilibrada. 

Será que consigo? 

Ah! Ó o que fiz com as compras: 


Isso era pra ser costela com agrião e batata. Mas ficou Costela com brócolis comum, cenoura e milho. Vou aproveitar o caldo  pra outros preparos pq ficou delicioso. E tomei agorinha, quentinho.  Bonito não tá, mas ficou show de bola. A costela desmanchando, o milho molinho... Uma delícia! 





Servidos?  ;) 


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Cem verdades ou sobre recomeços...



Muita coisa mudou.
Perdi meu teto, meu chão, meu pilar, minha mainha. 
Mudei de cidade. Agora moro só. 
Mudei de emprego. 
Mudei de paradigma. 
Mudei de vida. 

Pra melhor? Sei lá! Tô descobrindo.
Estou redescobrindo o poder do AGORA.


E daí que achei uma ótima pedida responder esta corrente que estava aqui parada faz tempo. Custa nada né? Bora lá.



Nome completo: GLSDS

Qual foi sua...
1. Última bebida: Café
2. Última ligação: Babu
3. Última mensagem de texto: Nossa, ninguém usa mais SMS! Saudades SMS! O último foi notificação do facebook.
4. Última música que ouviu: Ele sorriu pra mim, Eli Soares
Você já....

6. Saiu com duas pessoas ao mesmo tempo? Já
7. Foi traído? Claro!
9. Perdeu alguém especial? Sim...
10. Ficou deprimido? Perdendo a pessoa? Sim...
11. Bebeu muito até passar mal? Oh Yes!

Liste os seus três filmes favoritos: (Po, aí eu lembro porque demorei tanto de responder este treco).

12. A cor púrpura
13. O urso.
14. Quase deuses

Desde o ano passado, você...

15. Fez algum amigo novo: Sim
16. Se apaixonou: Toda hora!
17. Riu até chorar: Sim!
18. Conheceu alguém que mudou sua vida: Sim.
19. Descobriu quem são seus melhores amigos: Mas isso eu sempre soube!
20. Aprendeu alguma coisa importante, nova? Muitas!
21. Beijou alguém da sua lista de amigos do facebook? Sim!

Geral:

22. Quantas pessoas do seu Facebook você conhece pessoalmente?Eu nem sei quantas pessoas tem em meu Facebook. Tenho mais o que fazer!
24. Você tem algum animal de estimação? Tá na casa de minha tia. Ele só é meu tecnicamente.
25. Você mudaria seu nome? Nunca
26. O que você fez em seu último aniversário? Dancei, fiquei bêbada, me diverti horrores!
27. Que horas acordou hoje? 08:00
28. O que estava fazendo ontem à meia noite? Vendo seriado
29. Está assistindo algo no momento? Não
30. O que é algo que você não vê a hora de acontecer? Equilíbrio!
31. O que você gostaria de mudar em você mesmo? Um pouco mais de egoísmo, por favor.
32. O que você está ouvindo agora? "We love fitness"
33. Você conhece alguém que tem um nome muito estranho? Hum rum
34. O que mais te irrita? Gente dissimulada
35. Página mais visitada na internet: Gmail e Facebook.
36. Frio ou Calor: Calor
37. Apelido: Gal, Galzinha, Tatu, Lu, Luluzinha, Dengo, Pretinha, Galuiza, Luluba, LuBa
38. Signo do zodíaco: Libra
39. 1º grau: Ramo da Videira
40. Colegial: CEFET- Ba (Falar colegial e não ensino médio indica que quem fez esta lista é bemmmmmmmm velho)
42. Faculdade: UCSal
43. Cor do cabelo: preto
44. Comprido ou curto: Curto
45. De onde você é: Salvador
46. Altura: 1,63
47. Você tem uma queda por alguém? Oxe, tenho queda d'água! Cachoeira. =P
48. O que você mais gosta em você? Sou adaptável.
49. Tem piercings? Não
50. Tatuagens? Não
51. Sabe dirigir? Não

Primeiras vezes:

52. Primeira cirurgia: Foi tranquila.
53. O que comprou com seu primeiro salário? Livros.
54. Primeira(o) melhor amiga (o): Da família, Cintia, Fora da Família, Suelen
55. Primeiro amor: Foi platônico.
56. Primeira viagem com amigos: Putz, sei lá, lembro não.

Ultimamente:

57. O que você tem visto na TV: Nada, nem tenho tv.
58. Último filme que você viu: Eu preciso lembrar o nome? Alguma comédia romântica, provavelmente.
60. O que você tem bebido: Café, água e café de novo.
61. O que tem ouvido: Remixes, r&b, pop, MPB, sons da natureza, música gospel, hip hop, jazz, soul, samba, pagode aff eu ouço de um tudo!
62. O que você vai fazer quando terminar de responder? Ver seriado, embora precise dormir.
63. O que você espera para amanhã? Começo a corrida contra o sedentarismo.

Seu futuro:

64. Quer ter filhos? Nem penso nisso
65. Quer se casar? Não.
66. Carreira: Está se delineando...

O que é melhor:

67. Lábios ou olhos? Olhos.
68. Abraços ou beijos? Abraços.
69. Mais baixos (as) ou mais altos (a)? : maior ou igual. hehe
70. Mais velhos (as) ou mais novos (as)? : Mais velhos!
71. Romântico ou espontâneo? Os espontâneos são os mais românticos...
72. Braços sarados ou pernas saradas? Cérebro sarado.
73. Beleza ou inteligência? Ia responder com cinismo. Mas ok, Inteligência.
74. Relacionamento sério ou só diversão? Ai meu eu.
75. Extroversão ou timidez? Os dois tem o seu encanto.

Você já...
76. Beijou uma estranha(o)? Já.
77. Fumou? Não.
78. Partiu o coração de alguém? Além do meu?
79. Teve seu coração partido? Tipo... Hoje?
80. Foi preso(a): Não.
81.Ficou com alguém do mesmo sexo? Não
82. Chorou quando alguém morreu? Sim
Você acredita em...

83. Você mesmo (a)? Especialmente quando eu minto.
84. Milagres? Sempre.
85. Amor a primeira vista? Sim!
86. Paraíso? Sim! Eu moro em um!
87. Papai Noel? Não
88. Na fada do dente? essa FADA é saFADA. Se existe, roubou meu dente e não me deu dinheiro nenhum. Onde reclama?
89. Anjos? Sim!
90: Deus? Sempre!
91: Céu? Vejo o céu todo dia.
92:Amor: Sim! Por favor. O meu puro, quente e forte, como qualquer café bom.

RESPONDA SINCERAMENTE: (Podia mentir nas outras? Droga...)

93. Há alguma pessoa com quem queria estar agora: Super tem. Queria estar em casa, com Gua me mandando dormir.
94. Teve mais que um namorado(a) ao mesmo tempo: Não
95. Cantou hoje: Sim, pra espantar o mal
96. Alguma vez traiu alguém: Além de mim? Já.
97. Se pudesse voltar atrás no tempo, quanto tempo voltaria: Há três anos, Caçula respirava. Ou talvez, voltaria um pouco mais e mudaria o rumo da história.
98. O momento que escolheria reviver: As madrugadas regadas a café e música com Caçula.
99. Tem medo de se apaixonar: Tenho! Mas me apaixono todo dia, como boa besta.
100. Há 100 verdades nessa lista? Claro que não, menti em pelo menos 3.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Eu reflito você.







"Já vi estrelas demais
e ainda estou sem saber
Se escurecer faz gear
como me faz sofrer..."

Jorge Vercillo - As árvores





Eu perguntei.
Eu me interessei.
Eu implorei. Sem palavras.
Eu me importei várias vezes.
Eu chorei.
Eu quis sabe?

Você me podou e abdicou o direito ao meu amor.  O direito de ser meu referencial. O direito de ser meu. O direito de me chamar de sua.

Sabe que eu tinha o maior orgulho quando você me chamava de sua? Eu me sentia importante!

Em algum momento vi que era quimera. Miragem.

E como bruma era, desvaneceu-se. O sol brilhou. O dia se fez claro, límpido e lindo!

Aí hoje você cobra. Juro que tento, mas tô tão acostumada a manter escondido que agora parece involuntário.

Não é que não te ame.
Não é que não te queira por perto.
Não é que não importe.

É que sou reflexo teu.  E este reflexo... Ficou sem ação. Inerte. Inapto.

Hoje, de verdade, não importa a culpa. O sol brilha. Descanse e viva. aproveite o calor e a luz.

Eu sou um pouco você. Eu sou muito você. Isso é moeda. Ying yang. Cara e coroa. Bom e ruim.

Não jogue sobre mim o teu olhar ressentido e injustiçado.  Olhe pra si. Olhe pra mim. Olhe pra nós.

Comamos a compota do fruto que semeamos outrora. Ônus e bônus. Não há culpa. Só consequências.  Lidemos com elas da melhor maneira possível.


Solto numa manhã modorrenta de junho de 2013.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

LG: da proxima vez evita a gafe e chama alguém que saiba fazer uma promoção.



Redes Sociais. Nunca antes foram tão cobiçadas pelas empresas. A barraquinha de cachorro quente quer ter uma fan page.
Este é o cenário ideal para a proliferação da picaretagem.  Se fazer uma página no Facebook é grátis, porque um profissional cobra tão caro pra executar esta simples tarefa que não leva nem 5 minutos?

Engajamento. Esta é a resposta. É como no deserto. Quem sabe o caminho das dunas pode te guiar, mas e se o vento mudar a duna de lugar? Não basta conhecer o caminho(estratégias que deram certo algum dia). É preciso conhecer o deserto. Isso inclui conhecer o clima e as intempéries, conhecer as precauções  a tomar para não sair ferido na viagem e um tanto mais de coisas. Não é só pegar um jipe e se aventurar.

Sim todos se comunicam. Mas será que todos conseguem engajar? Duvido.  Para isso é preciso técnica e um bom senso de aventura. É preciso saber planejar em um campo minado  e se preparar para o inesperado.

Isso é o básico. Aprendi quando estava no primeiro semestre da graduação. Ao que parece, isso me faz estar aqui criticando (ao vento)  sobre uma promoção (coisa que eu também aprendi a fazer. E bem).


A promoção e minha suposição:


Acho que foi a promoção com a pior mecânica e divulgação que já vi. O slogan: " é simples matar a saudade de Thiaguinho". Simples pra quem cara pálida? 


Posso até imaginar o que houve. Era pra ser uma promoção que anunciasse o LG Optimus L3. Só que na mídia não tinha nada previsto para as redes sociais. Aí o cliente exigiu e bem, a mente não deve funcionar muito depois de horas de trabalho.  Tudo é refeito às pressas e  o que era pra ser uma promoção maravilhosa se torna uma bomba-relógio.


O cenário é:  um aparelho perfeito, um astro teen no auge e com uma legião de fãs. Qual a primeira idéia? "Vamos juntar os dois!".


Já dizia meu professor: descarte a primeira. Pense de novo e de novo. Aceite apenas a terceira ou a quadragésima idéia. 


Neste caso não foi assim. Eles pegaram e pimba. Fizeram merda. 


É simplesmente impossível participar da promoção.  Motivo: você não sabe as instruções de participação(que em tese estariam disponíveis para todos). Só o Indiana Jones saberia. 

Até que queria ganhar o LG Optimus... Mas nossa, nem consegui saber como participar!

Você vê um link patrocinado no Facebook e clica. É direcionado a uma fan page da LG. Primeiro passo: curtir (estas coisas que tentam te obrigar a curtir algo é tosco. Especialmente quando posso ver o conteúdo sem curtir...)

Depois manda ver um vídeo que é chato (eu só quero o celular!). Adiantei o vídeo e  na hora das instruções... Thanrannnnnn! Dá o link de uma página pra você visitar e saber                              como participar.

Rei, precisa ter a síndrome da perseverança pra copiar o endereço(que nem é fácil -  ou você que não é fã sabia que o nome de Thiaguinho é com H?), e ir lá saber as benditas instruções.

E aí quando vc copia a porra do endereço... Tá fooooooora do ar.

Você vai no youtube pra ver o endereço correto e é direcionado pra fan page!

Morri.  Rei, é a pior mecânica desde a chuva de Twix. Sério.

Daí você sente algo estranho no ar e vai ver a página( a esta hora da noite, depois de um São João... vc pode ser a burra que não viu as instruções ali bem na cara). E descobre que tem um monnnnnnnnnte de gente que também nem sabe como participar.

Aí você fica aliviada por no mínimo não ser a única burra do universo, desiste de participar desta droga de promoção maluca e compra um Galaxy, só de revolta( Ok, a parte do Galaxy foi piada. =P )

Porra, é a anti-promoção!

LG, eu quero seu celular. Ele é ótimo, eu tenho a primeira versão. Até gosto do Thiaguinho... Só que detesto me sentir incompetente. E sua promoção me deu esta impressão...

Não que eu já não tenha me sentido assim antes. Eu fui obrigada a assistir aula de Física e Química orgânica. Taí. Sua promoção é como Química Orgânica.  Só que diferente das aulas, eu não sou obrigada a ver seu vídeo tosco, curtir sua página horrenda e desinteressante e ainda me sentir idiota por não entender nada.

Saí do Ensino Médio dizendo que nunca mais estudaria Química Orgânica NA VIDA.  Sua promoção foi promovida a uma equação química inexplicável.  Tchau.

Quando você quiser fazer uma promoção legal,  ME CONTRATE. Gosto da marca, tenho até as mesmas iniciais!

Dicas grátis:

1- Pra atingir seu público, tenha um conteúdo interessante. Interessante mesmo. Não fica atraindo fã com promoção. Existe a possibilidade de descurtir a página. Não enrola tá?

2- Quando investir em um garoto propaganda que tenha apelo junto às massas, não deixa ele aparecer mais que a tua promoção. Não é o Thiaguinho que está em promoção, é o celular. Deixa pra fazer isso quando lançar um produto péssimo que precisa de uma estrela pra alavancar as vendas.

3- Coloque um texto interessante  para quando as pessoas forem compartilhar seu link.  Isso é publicidade gratuita. Colocar um texto enorme e sem sentido(com quantidade de caracteres inadequada) só faz queimar mais ainda sua imagem.

Tem mais. Muito mais... Só que  não gasto minhas dicas elementares com empresa que escolhe agência sem noção.


Tô aí na vida. Quiser me contratar eu tô aqui. ;)

Passeia com o papai... [Ou da responsabilidade que é colocar um ser no mundo]




"Passeia, passeia com o papai
Passeia, passeia com o papai
Põe o pé na grama e vai
Põe o pé na areia e vai...

Vamos passear pois lá fora tudo está esperando  por você
Vamos aproveitar que o sol já vai brilhar pra poder te aquecer
O papai te leva pra dar um alô pro dia
E o bebê começa a cantar a melodia...
Vamos ao parque, vamos à praia, ou a qualquer lugar?
Ver a natureza é uma beleza
E o papai vai te levar pra passear..."





Esta música é parte de “Grandes Pequeninos”, projeto do cantor e compositor Jair Oliveira em parceria com sua esposa a atriz Tânia Khalill.

Trata-se de um cd+livro que virou um espetáculo lindo de ver. Assista. Tudo é de uma sensibilidade e bom gosto indescritíveis. Tem que ver.   

Lá está retratada, dentre outras coisas, algo sublime: o pai levando a filhinha bebê pra passear e desvendar o mundo. As pequenas coisas. "Olha, uma borboleta! O sol! Uma pessoa!" Tudo é descoberta. 

Um bebê esperado é uma benção. Sabe quando o pai fica bobo? 

Um dia acreditei que este herói poderia  voar. Que ele era alto, grande e forte. Que poderia secar meu choro só com um sopro.  Acreditei que tinha poderes mágicos, sobrenaturais.  Cheguei a ameaçar meus opressores: você vai ver quando ele chegar! 

Mas ele nunca chegou. Ele não era um herói. Ele nem ao menos queria ser pai. Foi uma imposição. Algo imperativo, como conta de telefone. Conectou a internet? Tem que pagar darling. Não há opção. 

Isa. filhinha de Jair e Tânia. Abençoada seja você, fruto de uma união feliz e não semente do acaso inesperado e indesejado. 

A prece do dia é: que nenhum filho seja acidente. Nunca. 

Que todos aprendam a andar de bicicleta, que nunca chorem por ter recebido desdém em troca da gravata de papel que levou horas colorindo(e que estava torta e mal pintada), que possam ter com quem aprender a gostar de futebol.  

O superpoder de um pai não é voar, cuspir fogo ou raios congelante. É estar presente. É dar segurança. É o superpoder do "pode contar comigo".


Que todas as filhas(e filhos) possam  sair por aí pondo o pé na grama e ouvindo um "vai!" do seu pai.

Amém.




segunda-feira, 30 de abril de 2012

Isso e muito mais você só vai encontrar no Pará!


Há alguns anos, eu estava em Belém. Todos dançavam, menos eu. 

Um senhorzinho que distribuía poesias veio pra mim e perguntou o motivo de eu estar parada. Respondi a ele que não sabia dançar aquilo.

Ele sorriu, disse que nasci pra dançar. Mandou que eu sentisse a música e dancei! Nunca rodei tanto na vida.

Dançar é isso: conexão mágica entre você e o ritmo.

Sim, posso sentir o cheiro da terra molhada.

As gotas de meu suor descendo.

A textura de madeira no chão.

Posso ver o teto de palha. Foi surreal.

Obrigada moço, por me dizer que posso dançar aquilo e tudo o mais.


Aquilo, era isso, CARIMBÓ!

domingo, 29 de abril de 2012

Novos alvos...




Novos Alvos

Paula Lima


Sempre chega um dia na vida
Chove um outro ponto de vista
Outra porta, outra esquina
Pra me encontrar
Por mais que eu perceba as saídas
Dúvidas são sempre bem-vindas
Estou esperando notícias
De outro lugar
Cansei de olhar espelhos de agora
Vou mirar novos alvos, me solta
Tempo que escorre agora e eu vou, eu vou
Cansei de olhar espelhos
Quero um olhar inteiro e vou
De outro lugar me vejo
Por outra saída eu vou
Quem viver verá meus sonhos
Mudando todos os planos
E voltando pro mesmo lugar



é isso...

Eu sei do que preciso pra ficar bem. Novos alvos.

Sou movida a desafios, a adrenalina. A monotonia me deprime. 

Preciso de novos alvos. Até que os tenho, enfim. Ainda preciso de arcos e flechas adequadas. 

A construção de tais armas é demorada, exaustiva e cansativa. 

Por vezes penso que nunca vou desistir.  Daí lembro de Jesus: "No mundo tereis aflições mas tende bom ânimo. Eu venci o mundo".  

Fé. É a fé em um novo amanhecer qeu me mantém em pé. Minha fé é uma chama de tocha olímpica.  Trepida no vento, mas não apaga. 

Sigo. Sigo com a certeza que preciso e vou mudar.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

...



Acordei pensando naqueles filhotinhos de cachorro que vi no lixo. Deu vontade de fazer muita coisa. Eram 3 alegres cachorrinhos. 

Eu segui. A minha vida seguiu. E a deles? Nem sei.

Espero que a mão de Deus nunca falhe frente a um inocente. E que aqueles cachorrinhos tenham tido uma vida feliz apesar de minha omissão.

Infelizmente, naquele momento eu nada podia fazer. Mas... Penso nisso até hoje. 

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

É hora de melhorar o conhecimento em línguas...



E daí que tô tentando melhorar meu conhecimento em línguas. Quero aprender em casa.

Não quero fazer curso. Não agora. Na verdade o que quero é perder este medo de falar e de me expressar.

Sinto que o vocabulário é restrito e odeio escorregar em regras gramaticais. Fora isso, ainda penso em português, o que é prejudicial.

Vamos ver no que isso pode dar...

Fiz um teste numa destas escolas de idiomas e  o resultado foi inglês intermediário. Bem, nem tudo está perdido.


O Zeca e o Claude disseram que vão me ajudar, o Claude com inglês, francês e holandês.

Entrei no Livemocha, mas não sei usar ainda.

Vou colocando meus avanços por aqui...